Skip to content

Tempo do deserto: Quaresma

março 15, 2011

Por Bruno Loura

O povo de Deus era um povo nômade dos tempos de Abraão até entrar na terra que Deus preparou. Nesse período, o deserto era figura central na vida do povo de Israel. Era no deserto que o povo viveu por 40 anos até entrar na Terra Prometida. No deserto que passaram por toda sorte de provações e tentações, no deserto que viam o poder de Deus se manifestar, no deserto que Deus os fortaleciam com o maná e as codornizes. Então o deserto é lugar de sofrimento, sim; Mas, também o deserto é lugar de benção e de enxergar o amor de Deus.

Um ótimo exemplo desse deserto se revela nas Sagradas Escrituras quando o povo já não está mais no deserto. No livro de Juízes, Deus se revela com uma paciência que eu não tenho. O contexto é o seguinte: Deus instituiu, com Moisés, os mandamentos. Deus avisa a Moisés que assim que ele morrer o povo vai adorar os outros deuses.

Então coloca Josué para guiar o povo. Josué entra na terra prometida e passou os cananeus, povo infiel, ao da espada, começando por Jericó. O povo de Deus era imbatível e derrotava a todos os povos. Após a morte de Josué, o povo cai no pecado e começa a adorar a Baal e Astarote, um deus estrangeiro. Deus institui Juízes, para trazer o povo de volta. Ele mandou o primeiro, o povo voltou para Deus. Mas, era o Juiz morrer e o povo voltava a adorar Baal. Com isso os povos conquistavam Israel e o fazia escravo. Então Deus mandava outro Juiz e libertava o povo, um juiz foi Sansão e outra foi Débora.

Esse tempo de escravidão é o deserto, é a quaresma, tempo de dor e provação, mas Deus sempre manda um juiz pra nos mostrar que estamos errados, cegos e que nos guia de volta a casa do Pai.

Os profetas se preparavam no deserto para enfrentar sua missão. Moisés viveu anos no deserto e foi no deserto que Deus o chamou. João Batista, Jesus etc. Todos passaram pelo deserto. O deserto é lugar de preparação. No deserto nosso pior vem à tona, nossas dores, nossas angústias e principalmente nossas necessidades.

Dito isso, vamos à Quaresma. Porque dar essa volta toda pra falar de algo que a Igreja Católica instituiu na Idade Média? Bem, quaresma é deserto! No Brasil, até agora, não há desertos então como o povo de Deus iria se preparar para sua missão, para celebrar a vitória da páscoa? A igreja institui a Quaresma, como sendo esse período de dificuldades, de penitência, jejum e oração para que possamos seguir com nossa missão de evangelizar toda criatura.

Conceitualmente a Quaresma está dentro do Tempo Litúrgico que é a divisão do ano na Igreja. Ela inicia-se 40 dias antes da Páscoa e é um tempo, como já falado de jejum, penitência e oração. Esse 40º dia antes da páscoa é chamado de Quarta-feira de Cinzas. Ela é marcado pela exigência do Jejum e pelas cinzas que recebemos na testa ou na cabeça.

Essa cinza remete ao povo de Israel que para se reconciliar com Deus rasgava as vestes, se vestia de saco e jogava cinzas e poeira na cabeça. Quando os israelitas viram aquela multidão, prostraram-se por terra e cobriram de cinzas as suas cabeças, orando em comum ao Deus de Israel para que fizesse misericórdia ao seu povo”. (Judite 7,4)

Esse é o tempo das provações, o demônio usa para nos tentar, nos fazer se afastar da Santa Igreja, se afastar de Jesus.  Jesus foi tentado na quaresma de sua época, sua ida ao deserto. Foi tentado com o ter, o ser e o poder. Nós também somos tentados na nossa fraqueza. Por isso afirmava que nosso pior se revela, pois o inimigo nos mostra. E nesse momento que devemos nos confessar.

O tempo da Quaresma termina na manha da Quinta-feira Santa e inicia-se o Tríduo Pascal. A cor do tempo da quaresma é o roxo/lilás, e ao 3º domingo, o róseo. Esta cor é símbolo de espera, ansiedade, expectativa.

Esse é o tempo da conversão, converta-se a Deus. Seja-lhe fiel. Se for fiel no pouco ele lhe confiará mais. Anuncia o Senhor e Seu Evangelho. Seja-lhe fiel. Ele diz a você hoje: ANUNCIA-ME!!

2 Comentários leave one →
  1. Rogéria Coutinho permalink
    março 26, 2010 8:27 pm

    Ao procurar sobre quaresma , entrei neste site, gostaria de deixar meu comentário dizendo que este encontrei aqui algumas reflexões que usarei no grupo de adolescente e jovens que venho colaborando pra evangelizar…A simplicidade das palavras trouxe uma luz para o tema em questão.
    Valeu…

    • brunomarinho permalink*
      março 29, 2010 2:32 pm

      POxa Obrigado! Temos que nos unir para a evangelização católica. Os JOvens são o futuro da Igreja, então vamos evangelizar os jovens.
      Passa o endereço do blog para os integrantes do seu grupo por favor. Obrigado
      Jesus te abençoe!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: